A bioBoaVista produz meio de cultura personalizado para testes de diagnóstico nasal para COVID-19 utilizando a Flexicon PF7

bioboavista

A bioBoaVista produz meio de cultura personalizado para testes de diagnóstico nasal para COVID-19 utilizando a Flexicon PF7
A bioBoaVista, fabricante brasileira especializada em meios de cultura para diagnóstico microbiológico, desenvolveu um meio de transporte viral (MTV) mais eficiente para ser utilizado nos testes nasais de diagnóstico de COVID-19. Esse novo meio estabiliza as amostras por um tempo bem mais significativo; até 48 horas em temperatura ambiente, e até 5 dias entre 2 ° C e 8 ° C, em comparação com as amostras salinas padrão que duram apenas 12 horas.

O MTV é preparado através de um meio de cultura celular, suplementado com proteínas para estabilização viral, e com adição de antibióticos e antifúngicos para inibir o crescimento de outros microrganismos presentes na mucosa nasal e na garganta. Esta formulação exclusiva evita qualquer interferência na estabilidade do vírus através da contaminação por outros patógenos existentes. As amostras são coletadas usando swabs  de plástico flexíveis que quebram dentro do tubo de transporte, evitando respingos e uma potencial contaminação. Esse processo protege a qualidade da amostra por um período maior do que os meios tradicionais, permitindo um transporte e um processamento mais eficiente.

O teste de diagnóstico da bioBoaVista está registrado na ANVISA, Agência Reguladora de Saúde do Brasil. A utilização de uma produção inteiramente local significa não depender de processos de importação, o que tem se mostrado particularmente relevante diante da limitação atual do transporte global.

A bioBoaVista demandava uma tecnologia de envase precisa e eficiente para envasar seus tubos até o nível de 3 ml. A escolha foi a máquina de envase de bancada Flexicon PF7 da Watson-Marlow Fluid Technology Group (WMFTG), em vista da sua ação de bombeamento suave e de baixo cisalhamento. Esse diferencial na tecnologia garante que o valioso meio de transporte viral seja transferido sem danos e de forma precisa.Atualmente produzindo lotes de 2 milhões de unidades, a Companhia planeja aumentar sua produção em quatro vezes e, desta forma, tem ampliado sua capacidade com máquinas PF7 adicionais. Ao escolher a Flexicon, a empresa também possui a opção de expandir ainda mais sem perder a confiança na tecnologia. A máquina de envase FF30 é uma opção disponível que possibilita futuramente a automatização parcial do processo de envase e tamponamento.

Envase asséptico e preciso

A bioBoaVista precisava de um mecanismo de envase compacto e eficiente para encher seu meio de cultura especial até o nível exigido em tubos de teste de diagnóstico. Com um envase preciso de até 0,2 ml, e repetibilidade superior a 0,5%, a PF7 permite que a bioBoaVista envase seus tubos até os níveis exigidos com precisão e eficiência, sem custos adicionais por excesso de enchimento e perda de produto.Os produtos Flexicon são a escolha preferida para as indústrias de biotecnologia e diagnóstico, fornecendo as garantias assépticas necessárias para processos com alto controle de contaminação. A PF7 é uma tecnologia resultante de 30 anos de experiência focada no setor, e é oferecida com uma garantia de cinco anos, além de disponibilidade de documentação IQ/OQ para suporte na validação de processos (mediante solicitação). Ela foi projetada para operar com vias de fluido single-use e conexão a diversos modelos de balanças e impressoras, proporcionando uma calibração precisa, e auxiliando ainda mais no cumprimento das exigências regulatórias e de Boas Práticas de Fabricação.

Simples de operar

A PF7 é simples de operar e possui uma poderosa interface de usuário, reduzindo o risco de erros. O visor colorido claro e intuitivo, e o teclado grande facilitam o uso em ambientes de salas limpas. Isso permitiu à bioBoaVista encher seus tubos, mantendo a esterilidade para atender aos requisitos regulatórios. 

Escalonar para expandir

Com o desafio global da pandemia de COVID-19, e as inúmeras medidas para limitar a transmissão, a demanda de testes para diagnóstico do vírus cresceu rápida e significativamente. A disponibilidade de testes confiáveis é portanto, essencial, e as organizações em todo o mundo vêm desenvolvendo testes e expandindo suas produções, de forma a atender a essa alta demanda. O meio de teste da bioBoaVista mantém a estabilidade da amostra por um tempo significativamente maior, permitindo que as amostras sejam coletadas em áreas isoladas e enviadas de volta às instalações de teste sem degradação ou contaminação.

Para aumentar rapidamente o número de testes produzidos, a Companhia aumentou sua capacidade de envase da PF7 para 7 máquinas, que atualmente operam em paralelo. Essa tendência em direção ao aumento da capacidade pela expansão de linhas de produção idênticas, tem se tornado mais comum com o crescimento de tecnologias single-use acessíveis. Um desenvolvimento de muito valor, uma vez que permite uma rápida expansão quando o tempo é escasso.

As máquinas Flexicon PF7 garantiram que a bioBoaVista possa envasar com eficiência seu meio de transporte viral em volumes precisos, mantendo a esterilidade e integridade dos meios. A confiabilidade e a facilidade de uso também levaram a Companhia a expandir significativamente seus recursos de produção com máquinas adicionais, aumentando assim o número de kits de teste produzidos em até quatro vezes, e facilitando a testagem essencial nesse período tão crítico.

  • Encontre um produto

  • Encontrar um contato local

  • Ajuda e recomendações

    Para obter ajuda por favor contate-nos em:

    Telefone: +55 (11) 2155-4000

    Fax: +55 (11) 2155-4001

    E-mail