Uma grande usina de energia muda seu combustível para biomassa com a ajuda das bombas de mangote Bredel

Bombas de magote Bredel foram instaladas como parte de um projeto para manuseio de produtos abrasivos na Dong Energy, usina de geração combinada de calor e eletricidade (CPH) localizada na Dinamarca.

Uma grande usina de energia muda seu combustível para biomassa com a ajuda das bombas de mangote BredelEste projeto que visou uma maior sustentabilidade energética, substituiu o carvão em suas linhas de produção por combustível de biomassa. As bombas peristálticas da Bredel foram selecionadas pelo principal contratante, a Eurocon, após testes demonstrarem como eram superiores para lidar com desafios específicos, como alta densidade, massa não homogênea, partículas abrasivas e alta pressão, quando comparadas às bombas concorrentes de cavidade progressiva 

Mudança de processo

Na conversão do carvão para a biomassa (granulados de madeira), a Dong Energy precisou construir uma instalação para queimar as cinzas da combustão do carvão, de forma a obter a ligação ideal dos álcalis no gás de combustão. Isso também serviria para diminuir a incrustação na parede da caldeira e também a corrosão devido à contaminação do catalisador de NOx.

Para esta finalidade, as cinzas são misturadas com 35% de água, alimentando os tanques de dosagem (cada um com uma linha de recirculação) através de uma tubulação de 650m de comprimento e, finalmente, injetadas nos moinhos de granulação. No interior, para evitar o assentamento das cinzas, quatro bombas Bredel 80 são utilizadas para manter a circulação da suspensão, que depois é distribuída para uma caldeira Babcock.

A pasta de cinzas é dosada através de quatro moinhos de granulados de madeira, cada um montado com uma bomba Bredel 40. No total, a instalação envolve 21 bombas Bredel de vários tamanhos, algumas das quais operam continuamente.

Extensão na vida útil do mangote para permitir o mínimo de paradas

Era evidente que, na fase inicial do projeto, o potencial de desgaste do mangote fosse alto. E foi aqui, que a parceria existente entre a WMFTG, a Eurocon e a Dong Energy, enxergou a entrega de uma solução otimizada que potencialmente resultaria em grandes economias financeiras - as cinzas eram tradicionalmente manuseadas por grandes bombas hidráulicas duplas que custavam para companhia cerca de £ 500,000 (500 mil Libras) cada.

Ao fazer mudanças sutis no processo, verificou-se que a vida útil dos mangotes de borracha natural em uso na Dong Energy poderia ser maximizada. Com o suporte da Engenharia da WMFTG, o sistema de contrapressão versus o processo do ‘shimming’ (calço) foi otimizado, reduzindo o estresse mecânico nos mangotes da bomba.

Solução otimizada

"Em suma, o efeito abrasivo na vida útil do mangote é baixo; o efeito de outros fatores como teor de sólidos secos e velocidade da bomba é muito maior ", diz Van der Meulen, Gerente de Treinamento e Aplicação da Bredel. "Em Studstrup, o conteúdo de sólidos secos das cinzas que entram no sistema é controlado automaticamente - quando excede o limite em que a pasta possa ser bombeada com sucesso, uma bomba Bredel 40 é ativada para adicionar água até que o B100 [Biodiesel utilizado para transferir o preparado da pasta de um tanque tampão para os tanques de armazenagem] seja capaz de bombear novamente. Quanto à velocidade da bomba, isso tem um efeito quase linear na vida útil do mangote: metade da velocidade significa o dobro de vida útil do mangote."

Saiba mais…

  • Encontre um produto

  • Encontrar um contato local

  • Ajuda e recomendações

    Para obter ajuda por favor contate-nos em:

    Telefone: +55 (11) 2155-4000

    Fax: +55 (11) 2155-4001

    E-mail